Aprenda a definir um Objetivo de Excelência, com 5 fatores críticos de sucesso!

Gestão

Quando nos deparamos sob a constante necessidade de gestores e empresários que precisam remover barreiras e ultrapassar dificuldades, verificamos um real exercício de liderança organizacional em tempos de superação mercadológica.

Nesse interim, saber definir objetivos ganha uma especial relevância frente as metas determinadas para os possíveis e distintos planos de ações. Afinal, quando temos algo em mente e fazemos disso um OBJETIVO, passamos a concentrar melhor os nossos esforços, recursos e atenção para que ele seja alcançado.

Mas nem sempre definir objetivos é algo fácil ou rápido… Isso porque geralmente temos questionamentos que nos acompanham constantemente e que não queremos enfrentar. Todavia, precisamos saber respondê-los caso queiramos ser bem sucedidos.

O rumo que estamos tomando com nosso trabalho, por exemplo, pode muitas vezes se apresentar como algo incerto, mas devemos segui-lo para ter metas fixas e um crescimento sustentável.

Inclusive, ao nos dedicarmos em nossas tarefas, podemos não perceber que estamos imersos em um mercado flutuante, cujas regras mudam constantemente. Isso pode nos fazer sentir como que oprimidos, baixando nosso rendimento. Logo, uma tarefa que não deve escapar a nenhum profissional é o planejamento, e assim, afixar objetivos e orientar nossas ações em torno deles.

Mas então, o que seria um objetivo? Como podemos traçar um bom objetivo em função de inúmeras variáveis?

No processo de Coaching, importante processo de liderança, temos um acrônimo interligado a uma ferramenta denominada S-M-A-R-T, que traz consigo 5 (cinco) fatores críticos para que você obtenha sucesso ao traçar seus objetivos. São eles:

 

S de specific – específico: Devemos aprender a delimitar nosso objetivo, senão nos perderemos em vários possíveis caminhos;

M de measurable – mensurável: Ao tangibilizarmos as variáveis interligadas ao objetivo, mesmo quando esse traz inicialmente características por demais abstratas, conseguiremos assim nos apropriarmos de passos concretos para o alcance deste;

A de approachable – alcançável: Somente poderemos atingir nosso objetivo se acreditarmos de fato neste. Logo, este deve ser alcançável. Do contrário, seu objetivo será frágil e coberto de incertezas.

R de relevant – relevante: Ao traçar um objetivo, ele precisa ser de fato extremamente relevante para com o seu propósito. Na contramão desse fato, ele será algo inócuo, sem um sentido maior e carente de motivação intrínseca.

T de timed – temporizável: Por fim, um objetivo só terá validade se ele tiver dia, mês e ano para ser completado. No oposto disso, as pessoas se perdem por não ter metas e tarefas claras diante do seu propósito.

 

Quando respeitamos esses 5 fatores olhando nosso objetivo, teremos uma perspectiva clara de obter o real êxito dentro de 3 níveis: Curto, Médio e Longo Prazo. O planejamento de cada nível é independente, entretanto, devem estar intimamente relacionados para a realização de forma completa do objetivo.

Ao considerarmos a definição de um objetivo por esta ferramenta, nosso caminho será muito mais produtivo e efetivo. E a dica final para isso, é realizar um “To Do” semanal, uma análise do processo, listando nossas metas e tarefas. Assim, conseguiremos estar sempre mais próximos de cumprir com nossos Objetivos.

Veja também:

Comentários

comentários

Receba conteúdos exclusivos